Deslizamento de terra afeta casarão do século 18 em Ouro Preto

Cidade história foi a 43ª de Minas Gerais a entrar em emergência por causa das fortes chuvas

Aline Reskalla, especial para O Estado de S.Paulo

30 de dezembro de 2011 | 18h39

BELO HORIZONTE - A forte chuva que castiga Minas Gerais ameaça agora o patrimônio histórico de Ouro Preto, na região central do Estado. O município tombado pela Unesco se tornou nesta sexta-feira, 30, a 43ª cidade mineira a decretar situação de emergência em função dos temporais.

Um casarão do século XVIII, inclusive, foi atingido por um dos 110 deslizamentos de terra na cidade, e teve que ser interditado. No imóvel funciona a Secretaria Municipal de Agropecuária. Foram registradas seis quedas parciais de residências e dois desabamentos totais, de acordo com a Defesa Civil local.

Há duas semanas, foi a cidade vizinha de Ouro Preto, Mariana, a sofrer com as chuvas - a Igreja do Rosário, construída em 1752, foi parcialmente destruída por um barranco. A previsão do tempo é de mais chuva na região.

Mais conteúdo sobre:
ChuvaMGdeslizamentoOuro Preto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.