Deslizamentos são fator mais dramático em SC, diz governador

Região mais atingida é o Vale do Itajaí, afirma Luiz Henrique Silveira; Estado vai receber ajuda federal

Agência Estado,

24 de novembro de 2008 | 11h04

O governador de Santa Catarina, Luiz Henrique Silveira (PMDB), afirmou nesta segunda-feira, 24, que os deslizamentos de terra são o fator mais dramático das chuvas que atingem o Estado. "Quatro meses de chuva batida, sem parar, estão dissolvendo a terra e as casas estão desabando. Temos 7.300 desabrigados em alojamentos públicos", disse pela manhã, em entrevista à Rede Eldorado de Rádio. O número de mortos no Estado chegou a 35, segundo a Defesa Civil do Estado.   Veja também: Corpos são achados e sobe para 35 o número de mortos em SC Chuva interdita estradas federais em Santa Catarina Blog é criado para ajudar moradores afetados em Blumenau Chuvas no Paraná deixam 200 desabrigados  Explosão de gás abre cratera e interdita BR-470 em SC Temporais devem atingir 16 estados e o DF até 2ª feira    Luiz Henrique destacou que a região em situação mais crítica é o Vale do Itajaí. A ruptura do gasoduto da Petrobras, que traz gás natural da Bolívia, causou o desabastecimento de toda região da Grande Joinville até o Rio Grande do Sul. "Isso mostra a extensão dessa tragédia climática, que é a maior que já ocorreu em todos os tempos em Santa Catarina", disse. O secretário nacional da Defesa Civil, Roberto Costa Guimarães, enviado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, vai coordenar pessoalmente as ações no Estado.   A chuva diminuiu nesta manhã na região, mas choveu muito forte durante a madrugada. Luiz Henrique disse que as equipes continuam trabalhando dia e noite para recuperar a infra-estrutura rodoviária, de abastecimento de luz e de água. Também garantiu que vai deixar Santa Catarina "em ordem" para receber os turistas na temporada de verão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.