Destino de Beira-Mar pode ser São Paulo

Durou apenas vinte minutos a passagem do traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, por Brasília. O avião Caravan PR-AAC fez apenas uma escala para o abastecimento e seguiu viagem para local que a Polícia Federal manteve em sigilo, mas especulava-se São Paulo como o destino final mais provável.O traficante, vestindo camisa bege e bermuda, passou as seis horas de viagem de Maceió até Brasília conversando com os policiais federais que faziam a escolta e chegou a perguntar para onde estava sendo levado.Os policiais responderam que não tinham a informação. Quando chegou à capital, o traficante não quis sair do avião que pousou no hangar da Voetur sob forte esquema de segurança.O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin,evitou fazer qualquer comentário sobre a possível transferência do traficante Fernandinho Beira-Mar para São Paulo. Veja o especial:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.