Detectar tuberculose fica mais fácil e barato

Médicos do Hospital Clementino Fraga Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, descobriram uma nova forma de diagnosticar a tuberculose que custa o equivalente a 10% do método tradicional. O sistema, que precisa de apenas um nebulizador e solução concentrada de sal, pode substituir a broncoscopia - endoscopia nos pulmões - em até metade dos casos de suspeita de tuberculose.O diagnóstico tradicional da tuberculose é feito pelo "teste de escarro", que permite que se identifique o bacilo de Koch na secreção do paciente. O problema é que entre 50% e 60% dos doentes não conseguem expectorar ou não é possível identificar o bacilo nos exames tradicionais.A alternativa dos médicos era, então, pedir uma broncoscopia para confirmar a suspeita de tuberculose."Esse é um procedimento caro - custo alto com aparelhagem e especialista para operar o equipamento - de R$ 300 por exame", informa o médico Marcus Conde, um dos pesquisadores. Os médicos do Clementino Fraga Filho decidiram experimentar uma técnica usada para o diagnóstico do protozoário pneumossisticarinii, que costuma infectar pacientes soropositivos.Leia Mais

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.