Detento morre durante fuga no Cadeião de Praia Grande

Alealdo Pereira dos Santos, de 24 anos, preso por roubo, foi morto na madrugada de hoje, durante tentativa de fuga da Cadeia Pública de Praia Grande, antigo Dacar-10. Ferido a tiros, o detento ainda chegou a ser socorrido, mas morreu no Pronto-Socorro do município.Usando lençóis e madeira, retirada do forro dos pavilhões, os presos confeccionaram uma escada artesanal, com a qual pretendiam fugir. Por volta das 2h, o alarme foi disparado, no momento em que os detentos escalavam a muralha entre as torres 3 e 4. Mesmo com os tiros disparados pelos carcereiros e policiais que faziam a vigilância, os detentos insistiram na fuga, quando um tiro acabou atingindo Alealdo, transferido recentemente de Guarujá para o Dacar-10.Com capacidade para 512 homens, a Cadeia Pública de Praia Grande vem abrigando 993 presos. As tentativas de fuga no local, em conseqüência da superlotação, costumam ser constantes naquele estabelecimento. A liminar concedida pela juíza Vanessa da Rocha Alfiero, impedindo a entrada de mais presos, foi cassada. "No momento, não há muita alternativa para solucionar o problema, porque a maior parte dos presos ainda não passou por julgamento e, pelo fato de serem da Baixada Santista, devem permanecer na região", afirmou o delegado Cláudio Rossi, lembrando que o Centro de Detenção Provisória, recentemente inaugurado, não tem condições de abrigar toda a população carcerária que se encontra em tal situação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.