Detento que passaria Natal em casa é assassinado a tiros

O condenado Alessandro Marques da Silva foi assassinado com dez tiros por volta das 22 horas de quinta feira, em São Carlos, interior de São Paulo. Ele havia recebido o benefício da lei de execuções penais que permite a sentenciados de menor periculosidade passar o Natal e Ano Novo com parentes. De acordo com o beneficio, ele deveria retornar a prisão no dia 4 de janeiro. Silva cumpria pena por roubo, artigo 157, no Instituto Penal Agrícola (IPA) de Bauru.Segundo os plantonistas do Distrito Policial da cidade, Silva estava em sua residência, rua Araguaia, bairro Jóquei Clube, em São Carlos, acompanhado de sua namorada de prenome Dalva. Ela não foi atingida pelos disparos e está sendo preservada como a principal testemunha da ocorrência. Silva foi atingido por dez projéteis de uma arma de calibre 765.Os tiros a curta distância perfuraram sua cabeça, peito e perna e ele faleceu no local. Seu sepultamento ocorreu no sábado. No início da semana a polícia civil deve abrir inquérito para averiguar os fatos e iniciar a investigação. Não há pistas dos dois homens que efetuaram os tiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.