Detentos rebelam-se em Hortolândia

Os cerca de 840 presos do Centro de Detenção Provisória (CDP) do Complexo Penitenciário de Hortolândia estão rebelados desde as 20h desta terça-feira. Eles teriam iniciado o motim devido à divulgação de uma nova regra que obriga os visitantes a estacionarem seus veículos a 1,5 quilômetro de distância do CDP. Há informações de que cinco pessoas são mantidas como reféns.A polícia nega e diz que os presos fizeram apenas um agente penitenciário como refém no início da rebelião, mas que ele foi libertado porque teria sido ferido. Medicado, passa bem, conforme a polícia. A Tropa de Choque da Polícia Militar se dirigiu ao local para conter os rebelados. Pelo menos 30 viaturas da PM e da Polícia Civil ajudam na segurança.A polícia informou que os presos empilharam colchões e ameaçam atear fogo caso os policiais invadam o CDP. Eles também ameaçam invadir a enfermaria e destruir os oito pavilhões do presídio. Ainda conforme a polícia, agentes penitenciários descobriram um túnel no pavilhão cinco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.