LEO CARIOCA/REUTERS
LEO CARIOCA/REUTERS

Detentos tentam incendiar bloqueador de sinal de celular no RN

Ao menos sete ocorrências foram registradas durante a madrugada no Estado; desde a última sexta-feira, já foram 104 em 34 cidades potiguares

Monica Bernardes, Especial para o Estado

04 de agosto de 2016 | 09h39

RECIFE - Detentos da Penitenciária Estadual de Parnamirim, no Rio Grande Norte, fizeram um motim nesta quinta-feira, 4, e tentaram incendiar os bloqueadores de sinal de celular. De acordo com a Secretaria Estadual de Cidadania e Justiça, o grupo incendiou colchões empilhados próximos ao muro onde foram instalados os equipamentos, na tentativa de danificá-los. 

Mesmo com o início do patrulhamento das Forças Armadas, que começou a atuar com um pequeno efetivo ainda na noite desta quarta-feira, 3, o clima de intranquilidade permanece no Rio Grande do Norte. Durante a madrugada desta quinta-feira, 4, novos ataques foram registrados na capital potiguar e no interior.

Durante a madrugada, pelo menos sete ataques foram registrados. Em Governador Dix-Sept Rosado, município da região oeste potiguar, três ônibus escolares foram incendiados. Já em Mossoró, também na região oeste, um carro estacionado em frente à Delegacia Especializada em Furtos e Roubos, no bairro de Abolição IV, foi queimado e, em seguida, quatro homens foram presos tentando incendiar um posto da Polícia Militar na cidade. 

Na manhã desta quinta-feira, os ônibus começaram a operar às 5h30, mas a frota continua reduzida. Até as 8h30, segundo o sindicato das empresas operadoras, 75% dos coletivos foram às ruas.

Desde última sexta-feira, 29, já foram registrados 104 atentados em 34 cidades diferentes. Até o momento, 100 pessoas foram presas acusadas de envolvimento nos ataques. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.