Determinada prisão de suspeito de assassinar socialite no Rio

A Justiça expediu neste sábado mandado de prisão contra um homem suspeito de participação no assassinato da socialite Ana Cristina Gianini Johannpeter, de 58 anos. Ela foi morta com um tiro na cabeça na noite de quarta-feira, no Leblon, zona sul, em uma tentativa de assalto. O suspeito, procurado no sábado pela polícia, é um guardador de carros que atua no bairro e teria participado do crime.No dia seguinte à morte de Ana Cristina, um jovem de 17 anos foi preso e confessou ter disparado o tiro que matou a socialite. Apesar de a polícia ter encontrado um revólver calibre 38 na casa do rapaz, na Cruzada São Sebastião, a polícia recebeu informações de que ele teria assumido a culpa para proteger o irmão Moses Rodrigues da Silva, de 23 anos. Ana Cristina era ex-mulher de Germano Gerdau Johannpeter, irmão de Jorge Gerdau Johannpeter.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.