Dezenove cidades mineiras decretam situação de emergência desde outubro

De acordo com o levantamento, 61 municípios foram afetados pelas chuvas neste período, que atingiram 21.480 pessoas

estadão.com.br,

19 de dezembro de 2011 | 10h38

SÃO PAULO - Dezenove cidades de Minas Gerais já decretaram situação de emergência por conta das chuvas ocorridas no Estado desde outubro, segundo boletim da Defesa Civil Estadual divulgado nesta segunda-feira, 19. Só em dezembro, sete cidades já se encontram nesta situação, entre elas Belo Horizonte, Acaiaca, Barra Longa, Florestal, Mariana, Buritizeiro e Formiga.

De acordo com o levantamento, 61 municípios foram afetados pelas chuvas neste período, que atingiram 21.480 pessoas. Deste total, 459 ficaram desalojados e 30 ficaram desabrigados. Duas pessoas morreram, uma em outubro, em Reduto, e outra em novembro, em Governador Valadares.

As chuvas deste fim de semana afetaram a estrutura de terra de um pequeno açude em Esmeraldas, perto de um ramal da Ferrovia Centro-Atlântica, na região metropolitana de Belo Horizonte. Foi feita uma avaliação preliminar no domingo à noite e nesta segunda-feira pela manhã será feita nova vistoria.

Nas cidades históricas de Mariana e de Ouro Preto, muitas famílias tiveram que abandonar as casas onde moravam. A situação é pior em Mariana, na região central do estado, onde 300 pessoas foram afetadas e o abastecimento de água e de energia elétrica foi cortado.

Já em Belo Horizonte, as chuvas continuam atingindo a cidade, que registrou diversos pontos de alagamento, com interrupção de tráfego, pessoas desalojadas e risco de escorregamento de encostas.

No fim de semana, a forte chuva causou deslizamentos de terra, desabamentos, pontos de alagamentos e agravou ainda mais os prejuízos causados pelo temporal da semana passada.

Mais conteúdo sobre:
chuvaminas geraisdefesa civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.