Dezoito vítimas de acidente em Manaus eram da mesma família

Seis das 24 vítimas eram crianças; quatro pessoas sobreviveram à queda do avião no Rio Manacapuru

08 Fevereiro 2009 | 14h40

Dezoito pessoas da mesma família morreram no acidente com o avião que caiu no Rio Manacapuru, no Amazonas, na tarde do sábado. Moradores de Coari, eles haviam fretado a aeronave para ir até Manaus. O acidente deixou 24 mortos e quatro feridos. A Defesa Civil encerrou as buscas por vítimas no final da manhã deste domingo, 8.   Veja também:  Acidente mata 24 e buscas são suspensas    Confira a lista com o nome dos passageiros e tripulantes do avião   O tenente da Defesa Civil do Estado Jota Wilson, que atuou no resgate, disse que entre os mortos estão nove mulheres, oito homens e sete crianças - sendo cinco meninos e duas meninas entre 10 meses e nove anos de idade. Entre os mortos está a secretária da Saúde do município de Itacoatiara, Joelma Aguiar.   Sobreviveram ao acidente Ana Lúcia Reis Laurea, de 43 anos, Erick Evangelista da Costa, de 23, Brenda Dias Moraes, de 21, e o garoto de 9 anos Yan da Costa Liberal. Segundo Wilson, da Defesa Civil, eles estavam conscientes quando foram socorridos, tiveram ferimentos leves e já receberam alta do hospital de Manacapuru, porém, alguns permanecem em estado de choque. O pequeno Yan e seu irmão Erick perderam o pai e duas irmãs no acidente e não conseguem falar.   Investigação   Com as buscas por vítimas encerradas, a Aeronáutica começou à tarde a investigar as causas do acidente. Uma equipe está periciando o local da queda e deve içar o avião ainda hoje. A aeronave está dentro do rio e foi presa a árvores para facilitar o resgate.   Em nota, o brigadeiro do ar Antonio Bermudez, chefe de Comunicação da Aeronáutica, informou que o acidente aconteceu em meio a uma tentativa de pouso de emergência no rio. A perda repentina de contato no radar e de comunicações com a aeronave, por volta das 16 horas, motivou o início das buscas, informa Bermúdez na nota.   O avião EMB 110 partiu do aeródromo de Coari por volta das 12h30 do sábado, rumo ao aeroporto Eduardo Gomes, na capital amazonense. O veículo levava 28 pessoas, incluindo seis crianças, 10 a mais do que a capacidade do avião.   Carolina Freitas, da Agência Estado, e Renata Magnenti, especial para O Estado de S.Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.