Dia da Independência tem protestos contra corrupção em todo o País

Milhares de pessoas confirmaram participação em manifestações; 58 cidades terão atos contra a corrupção

07 de setembro de 2012 | 07h43

Protestos nacionais marcam a comemoração da Independência do Brasil ao longo desta sexta-feira, 7. No ano passado, os movimentos atingiram cerca de 25 mil pessoas em uma megapasseata em Brasília, organizada pelas redes sociais. Neste ano, o objetivo é o mesmo, mas desta vez outros estados brasileiros também registrarão o marco contra o oportunismo na política nacional. Milhares de pessoas já confirmaram presença nos manifestos de todo o País.

 

Mais de 22 mil pessoas confirmaram presença no evento do Facebook que registra o Dia do Basta. Entre todas as cidades do País, 58 confirmaram atos contra a corrupção, o fim do foro privilegiado e pelo voto aberto parlamentar.

 

No Distrito Federal, integrantes do movimento começam a se reunir às 10h em frente ao Museu Nacional. No Rio, a concentração tem início às 16h na Praça da Igreja do Carmo, em Angra dos Reis e às 16h no Posto 4 de Copacabana. Na capital paulista o grupo marcou encontro para às 15h no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp). Haverão passeatas também em outras cidades da Grande São Paulo: Osasco, São Bernardo do Campo e no litoral paulista, em Santos.

 

O grupo Nas Ruas, que também combate a corrupção envolvendo o dinheiro público, terá atos em 73 cidades de 26 estados brasileiros. Cerca de 12 mil brasileiros receberam convites, via Facebook, para participar dos manifestos.

 

A Esplanada dos Ministérios recebe o ato, segundo os organizadores será pacífico, a partir das 8h desta sexta. No Rio de Janeiro e em São Paulo, os protestos tem previsão de acontecer nos mesmos horários e locais do grupo Dia do Basta.

 

Em sua 17.ª edição, o Grito dos Excluídos acontecerá em 25 estados brasileiros. O movimento é encabeçado pela Pastoral Social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e tem como foco de crítica, neste ano, o modelo econômico do País.

 

O Grito começa por volta das 9h no Distrito Federal com concentração de batucada, capoeira e arte na rodoviária do Plano, onde haverá, também, confecção de faixas e cartazes. Às 12h o grupo organizou uma feira de troca e exibição de curtas-metragens. No Rio de Janeiro o movimento pretende começar o protesto às 9h, na esquina da Avenida Presidente Vargas com a Rua Uruguaiana, no Centro da capital. E em São Paulo, os integrantes do movimento farão caminhada a partir das 9h, entre a Praça Osvaldo Cruz, passarão pela Avenida Brigadeiro Luiz Antonio e seguem em destino ao Monumento das Bandeiras no Parque do Ibirapuera.

 

Marinha

 

A Marinha do Brasil faz nesta sexta o Desfile Naval na Orla do Rio de Janeiro. Como parte das comemorações do Dia da Independência, navios e aeronaves da Esquadra Brasileira desfilam ao longo das regiões do Recreio, Barra da Tijuca, São Conrado, Leblon, Ipanema, Copacabana e Leme.

Após o Desfile Naval, duas fragatas brasileiras, dois navios argentinos e um uruguaio atracarão no cais do Píer Mauá, onde ficarão abertos à visitação pública, no sábado, 8, e no domingo, 9. A visitação é aberta ao público das 14h e o final da tarde, de acordo com a Marinha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.