Diário do resgate

10 de julho de 19837 horas: "Teresa (grávida) era transportada numa maca de pano verde militar por soldados até o helicóptero. Doutora Regina embarca e o piloto, vendo o futuro pai desolado, gesticula com as mãos que o destino é certo"8 horas: "Doutora Regina volta. Seu olhar e seus gestos transmitiam incertezas. Queria amenizar a situação de momento. Tudo parecia calar..."12 horas: "Faltavam lágrimas. Após proclamar alguns salmos, saio para constituir uma equipe de salvamento e trabalho"12 de julho de 19837 horas: "Com uma muda de roupa para Teresa saio em companhia de um colega para o Hospital Santa Catarina. Alguns quilômetros foram transportados a pé pela capoeira. Água estava muito fria. Com bastão do tipo ?Moisés? apalpávamos a profundidade da água. Uma canoa uma vez ou outra. Aqui e acolá a canoa atracava."12 horas: "No pátio do Hospital Santa Catarina, doutor Maurici e doutor Fernando transmitiram-me a normalidade do parto. Mamãe e Levi já tiveram alta e de carona refugiavam-se para a Rua Araranguá. Nova viagem, para as 13h45 termos o nosso primeiro encontro: David, Teresa e Levi."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.