Dicas do Banco Central contra notas falsas

O Banco Central alerta: ao receber as cédulas, a pessoa deve conferir a marca d?água, a imagem latente, o registro coincidente e a textura áspera do papel. O delegado Manoel Camassa afirma que a cédula de polímero (plástico) falsificada é grosseira e, mesmo assim, as pessoas a recebem sem perceber.No início do Plano Real, os falsários começaram a "lavar" as cédulas de R$ 1 para "transformá-las" em notas de R$ 100. Descobertos, começaram a falsificar as de R$ 10. Davam banho de anilina vermelha na nota e tentavam envelhecê-la para suprir a ausência do papel moeda.O chefe do departamento do Meio Circulante do Banco Central, José dos Santos Barbosa, salienta que as notas não são trocadas. O BC apenas examina para assegurar se são mesmo falsas. O dinheiro suspeito pode ser apresentado diretamente no BC ou por intermédio dos bancos. A pessoa que receber dinheiro falso, porém, arca com o prejuízo.A falsificação é crime previsto pelo artigo 289 do Código Penal, sujeito a pena de 3 a 12 anos de prisão. Caso receba uma cédula suspeita em um caixa eletrônico, a pessoa deve comunicar, o mais rapidamente possível, ao banco em que sacou o dinheiro. Se necessário, deve comparecer a uma delegacia de polícia para registrar a ocorrência.Qualquer informação sobre falsificação de dinheiro deve ser encaminhada à Delegacia de Polícia Federal ou à Delegacia de Estelionatos da Polícia Civil mais próxima. As denúncias podem ser feitas também ao Departamento do Meio Circulante do Banco Central.Para verificar se a cédula é verdadeira, adote esses procedimentos:1. Observe a marca d?água. Segure a nota contra a luz, do lado que contém numeração. Procure na área clara à esquerda figuras que representam a República, a Bandeira Nacional ou animais da fauna brasileira.2. Sinta com os dedos a textura e a impressão. O papel legítimo é menos liso que o comum.3. Observe a estrela do símbolo das Armas Nacionais nos dois lados. Olhando a nota contra a luz, o desenho impresso de um lado deve se ajustar exatamente ao mesmo desenho do outro lado.4. Observe a imagem latente no lado da nota com a numeração, olhe a partir do canto inferior esquerdo, colocando-a na altura dos olhos. Devem ficar visíveis as letras B e C.6. Compare a cédula suspeita com outra que tenha certeza de ser verdadeira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.