Dilma ataca e diz que não é de Serra a criação de genéricos

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, atacou ontem o adversário do PSDB, José Serra, ao dizer que o ex-ministro da Saúde Jamil Haddad foi o responsável pela implantação dos medicamentos genéricos e do Sistema Único de Saúde (SUS).

, O Estado de S.Paulo

20 de julho de 2010 | 00h00

Ex-ministro da Saúde, Serra sempre se apresentou como criador dos genéricos, bandeira de sua campanha.

"É importante atribuir a autoria a quem de direito", afirmou Dilma, ao participar, na noite de ontem, de ato político preparado pelo PSB, que entregou a ela propostas para o programa de governo. Ao lembrar de Haddad ? presidente de honra do PSB, morto em 2009 ?, a petista foi aplaudida efusivamente pela plateia.

Mais tarde, questionada por repórteres, Dilma deu nova alfinetada em Serra e afirmou que a criação nem sempre é obra de uma só pessoa. "O que não é possível é um só chegar e dizer que foi só ele que fez", insistiu a ex-ministra da Casa Civil. / V.R.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.