Dilma cancela viagem por orientação médica

A presidente Dilma Rousseff cancelou na noite de ontem, por recomendação médica, a viagem que faria ao Paraguai no domingo. Segundo a assessoria da Presidência da República, apesar de estar "quase recuperada" da pneumonia, não faria bem para a presidente enfrentar as seis horas de avião necessárias para ir e voltar de Assunção no mesmo dia. Fontes confirmaram ao Estado que a presidente não teve uma pneumonia leve, e sim um estágio mais agudo da doença, que inspiraria maiores cuidados.

Lisandra Paraguassu e Edna Simão / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

13 de maio de 2011 | 00h00

Dilma viajaria ao Paraguai para as comemorações do bicentenário da independência do país, além de ter um encontro bilateral com o presidente Fernando Lugo. Com o cancelamento, o Brasil será representado pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e pelo ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota.

A pneumonia de Dilma foi confirmada em 28 de abril. Desde então, a presidente tem despachado a maior parte do dia no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência. Apesar da recomendação de repouso, ela continuou trabalhando.

Dilma tem outra viagem marcada, no dia 23, ao Uruguai. O Planalto ainda trabalha com essa previsão, mas não há confirmação de que será mantida.

Com a presidente convalescente e ainda apresentando sinais de cansaço, a presença na 14.ª Marcha dos Prefeitos em Brasília, na terça-feira, exigiu uma longa negociação. Num primeiro momento, a ida estava confirmada. Na segunda-feira à noite, era grande a possibilidade de que ela não comparecesse. Os organizadores tiveram de se comprometer com um esquema especial par garantir a participação de Dilma no evento.

A entrada foi isolada. Os prefeitos tiveram de aguardar por cerca de uma hora no auditório até que ela entrasse. Segundo pessoas próximas, Dilma estava abatida e com dificuldades até para subir degraus.

Depois de fazer exames em São Paulo, Dilma reapareceu em evento público no dia 5, ao receber o presidente da Alemanha, Christian Wulff. "Recuperada estou, mas estou ainda em fase de descanso", afirmou, ao ser questionada sobre sua saúde.

"Ela está bem", diz Lula

O ex-presidente Lula disse ontem, em São Bernardo, que Dilma Rousseff está bem. "Tenho falado com ela, a saúde está boa."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.