Dilma e Mantega se dizem à disposição da campanha de Lula

A ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, disseram, no Palácio do Planalto, que estão à disposição dos coordenadores da campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas fizeram a ressalva de que só poderão dar sua colaboração em horários fora do expediente de trabalho. "Claro, eu sou cidadã, e ministra não é um ser extraterrestre", afirmou Dilma Rousseff, ao responder a uma pergunta se estava ou não à disposição dos coordenadores da campanha.Mantega disse que, apesar de estar à disposição, talvez não tenha tempo para participar da eleição. "Fora do meu horário de trabalho, não tem problema subir em palanque, mas acho que não tenho o perfil adequado para comícios", afirmou. As limitações impostas pela Lei Eleitoral à participação de ministros na campanha eleitoral foi um dos temas da reunião ministerial conduzida por Lula, que ainda está em andamento, no Palácio do Planalto. A ministra da Casa Civil disse que a orientação é a de que, em atividades de campanha, os integrantes do governo, inclusive o presidente da República, podem fazer comparações com governos recentes. Já para atividades de governo, a orientação, segundo a ministra, é a de se fazer comparações com períodos longos da história. "Isso não vai prejudicar em nada a avaliação do nosso desempenho", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.