Dilma promete incluir médicos especialistas no programa Mais Médicos

Programa foi uma das respostas da presidente às manifestações de junho de 2013, que reivindicavam melhorias nos serviços públicos

REUTERS

31 de julho de 2014 | 10h56

A presidente Dilma Rousseff disse nesta quinta-feira que pretende incrementar o programa Mais Médicos incluindo especialistas para atender a população e também garantir um maior acesso a exames de laboratório.

"Queremos partir para a criação também de um serviço que garanta agilidade no atendimento chamado médico especialista, o médico que vai cuidar, por exemplo, de um problema de glândula, o médico que vai cuidar de um problema do coração, aquele médico ortopedista", disse Dilma em entrevista à Rádio Sociedade, da Bahia.

"E ao mesmo tempo garantir acesso aos exames laboratoriais", acrescentou a presidente, que busca a reeleição.

O programa Mais Médicos foi uma das respostas da presidente às grandes manifestações populares de junho de 2013, que reivindicavam, entre outras questões, melhorias nos serviços públicos.

Com o objetivo de alocar médicos em regiões com carência desses profissionais para melhorar o atendimento básico, o programa gerou muita polêmica, especialmente pelo envolvimento de um grande contingente de médicos cubanos.

O Mais Médicos é um dos pilares da campanha de Dilma, que deverá valorizar também o programa Minha Casa Minha Vida e o Pronatec, de ensino técnico.

(Por Alexandre Caverni, em São Paulo)

Mais conteúdo sobre:
POLITICADILMAMEDICOESPECILISTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.