Dilma vê 'ilações infundadas' e mira em Serra

BRASÍLIA

, O Estado de S.Paulo

22 de julho de 2010 | 00h00

A candidata Dilma Rousseff reagiu ontem às suspeitas de ligação de petistas com a quebra de sigilo fiscal de Eduardo Jorge. No programa 3 a 1, da TV Brasil, ela criticou as "deduções" que, na sua avaliação, tumultuam a campanha. "Só tendem a beneficiar alguém" no processo eleitoral, disse sem citar o nome de José Serra.

Em entrevista ao Jornal da Record, o presidente Lula também comentou o caso. "Quem tem de esclarecer é a Receita Federal. Ela é tão intocável, que se eu pedir a declaração pro meu pior inimigo a Receita vai ter de me denunciar."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.