Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Diminui para 135 o número de desaparecidos em Alagoas

No início da semana, foi divulgado que mais de mil pessoas estariam sendo procuradas no Estado; equipes de busca e salvamento contam com o apoio de cães farejadores

Solange Spigliatti, do estadão.com.br

24 de junho de 2010 | 12h12

SÃO PAULO -  Um levantamento feito pela equipe de Avaliação de Danos (Avadan) da Secretaria Nacional de Defesa Civil confirmou nesta quinta-feira, 24, a redução do número de pessoas desaparecidas por conta das cheias ocorridas em Alagoas. Segundo o boletim, restam hoje 135 pessoas a serem encontradas.

 

No começo da semana, foi divulgado que mais de mil pessoas estariam desaparecidas no Estado. Segundo os bombeiros, a equipe do Avadan visitou alguns municípios, entre eles, União dos Palmares, que segundo dados da prefeitura apresentados no domingo, 20, davam conta de que cerca de mil pessoas estariam desaparecidas na cidade.

 

Esse total, de acordo com dados dos bombeiros, caiu para 500 na segunda-feira, 21, diminuindo drasticamente para 135 desaparecidos nesta quinta-feira, 24, de acordo com informações apresentadas pela equipe.

 

Além dos desaparecidos, as cheias provocaram a morte de 29 pessoas e afetaram 181.020 moradores. Deste total, 26.618 estão desabrigados e 47.897 estão desalojados.

 

Buscas

 

As equipes de busca e salvamento contam com o apoio de cães farejadores durante a varredura nas cidades de São José da Lage, Branquinha, União dos Palmares, Murici, Rio Largo e Santana do Mundaú. Serão utilizados seis cães para a operação, sendo dois deles da Polícia Militar, dois de Sergipe e dois de São Paulo.

 

Outras duas equipes saíram por terra para Atalaia e Branquinha na terça-feira, 22. A operação em Branquinha foi encerrada e não foi encontrado nenhum corpo na região. Em Atalaia, a equipe encerrará a busca hoje.

 

As buscas estão sendo feitas por 12 militares de Sergipe, 14 bombeiros de Alagoas e dois guias da Polícia Militar. Os quatro cães farejadores (dois da PM e dois de Sergipe) foram utilizados inicialmente em Branquinha. Uma aeronave da Polícia Rodoviária Federal faz reconhecimento e busca em União dos Palmares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.