Diocese aprova transparência sobre envolvimento de padre

Um dos integrantes da Diocese de Franca, padre Márcio Otávio, disse hoje que a divulgação da notícia de que o padre Heriberto dos Santos, de 43 anos, teve relações sexuais com uma adolescente de 16 anos da cidade, foi a melhor solução. "As pessoas ficaram chocadas, mas gostaram da divulgação. Já havia o comentário não-oficial entre as pessoas", disse o chanceler, responsável pela comunicação da Diocese. A adolescente está no quinto mês de gravidezPadre Otávio visitou a região hoje, em companhia do novo bispo, o frei Caetano Ferrari, de 60 anos, que será o auxiliar de d. Diógenes Silva Matthes, de 70 anos, e o substituirá em sua aposentadoria, aos 75 anos. "O caso teve repercussão, mas as pessoas acharam bom revelar tudo", diz ele. D. Diógenes disse ontem que perdoou Santos pelo erro e que, se confirmada a sua paternidade em exame de DNA, quando o bebê nascer ele terá de assumir a responsabilidade pelos seus atos. Porém, disse que a Igreja nada tem a ver com isso. O padre Heriberto dos Santos atuava na Paróquia Nossa Senhora do Patrocínio, na pacata Patrocínio Paulista, de cerca de 13 mil habitantes, quando a adolescente, que morava em Franca, engravidou. Ele já havia trabalhado em Franca, quando provavelmente conheceu a garota, mas a Igreja não tem informações oficiais. Advogados do padre e da família da adolescente, que se mudou da cidade, preferiram manter o caso em sigilo, mas o fato tornou-se público ontem. D. Diógenes disse que Santos está afastado das atividades religiosas. O padre pode estar em Santa Catarina. A adolescente pode ter ido para Mato Grosso do Sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.