Dirceu critica governo por não revisar Anistia

Num evento para blogueiros em Brasília, o ex-ministro José Dirceu criticou ontem o governo Dilma por não revisar a Lei da Anistia. Para o petista, ex-líder estudantil e opositor da ditadura militar instalada no País entre os anos 60 e 80, torturas e assassinatos não podem ser prescritos. Além disso, chamou de "aberração" o fato de militares e torturados serem equiparados. Apesar de não defender julgamentos e prisões, afirmou esperar pela exposição pública dos autores de "atos graves" no período. Em outro momento, Dirceu atacou os grandes veículos de comunicação, em sua visão, contrários ao progresso do Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.