Dirceu defende prefeito de Campinas e ataca PSDB

José Dirceu, ex-ministro-chefe da Casa Civil no governo Lula, assumiu publicamente ontem a defesa do prefeito de Campinas, Hélio de Oliveira Santos, o Dr. Hélio (PDT), cuja administração é alvo de uma devassa do Ministério Público Estadual - denúncias de corrupção, licitações forjadas e desvio de recursos públicos envolvem antigos auxiliares e até a mulher do pedetista, Rosely Nassim.

Fausto Macedo, O Estado de S.Paulo

18 de junho de 2011 | 00h00

"O vale-tudo de 2012 já começou", escreve Dirceu em seu blog, endossando tese de Dr. Hélio, que acusa o PSDB de querer antecipar o pleito do próximo ano.

Para Dirceu, o cerco ao prefeito é "um caso exemplar de abuso de autoridade, de prisões preventivas desnecessárias e ilegais, de coação, de ameaças e chantagens políticas por parte de vereadores ligados ao governo tucano de São Paulo".

A manifestação do ex-ministro reforça declarações de Dr. Hélio, que, em entrevista ao Estado, publicada ontem, afirmou que Dirceu e o ex-presidente Lula estão solidários com ele em meio à crise que atravessa - na Câmara de Campinas, a oposição pleiteia seu impeachment.

Dirceu classifica a investigação como um caso de "violação de direitos individuais". Aponta, ainda, "uso político" do inquérito do Gaeco, tentáculo do Ministério Público que combate crime organizado. "E o pior de tudo, mais um caso de encobrimento de denúncias contra o PSDB e de envolvimento do PT sem provas e evidências", assinala.

Descabida.[EDINHO SILVA] O vereador Artur Orsi (PSDB), autor de denúncia formal contra Dr. Hélio, requereu acareação entre o prefeito e o ex-presidente da Sanasa Luiz Aquino, delator do suposto esquema. O vereador rebate motivação política. "O que o PSDB tem a ver com isso? Oito testemunhas corroboram depoimento de Aquino. Empresários assumiram que davam dinheiro para o esquema. A investigação do Ministério Público culminou com o pedido de prisão de sete envolvidos. Onde está o jogo político?"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.