Dirceu e Lorenzetti não falaram sobre dossiê, diz advogado

O advogado do ex-ministro José Dirceu, José Luis Oliveira Lima, confirmou nesta sexta-feira que o seu cliente conversou por telefone com o ex-assessor da campanha à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Jorge Lorenzetti, mas ressaltou que o diálogo entre ambos foi curto, "cerca de dois minutos", e não abordou o dossiê Vedoin. Ele confirmou que Dirceu foi procurado por Lorenzetti em seu telefone fixo e retornou três horas depois. "O ministro José Dirceu nega qualquer participação nesse caso do dossiê", ressaltou Oliveira Lima, frisando que foi uma única conversa com Lorenzetti, "sobre generalidades", em data que o cliente não se lembra. Lima considerou uma "leviandade" decorrente do "calor político do País", o vazamento das informações sobre a ligação telefônica. Ele argumentou que o sigilo das investigações não foi respeitado.O advogado disse que Dirceu não recebeu até agora nenhuma comunicação da Policia Federal e, embora o ex-ministro não se recuse a prestar esclarecimentos em qualquer fórum, considera que será "uma loucura" se o seu cliente for intimado.Oliveira Lima informou ainda que Dirceu tomará as medidas jurídicas cabíveis, caso o vazamento da informação se preste a especulações que atinjam sua honra.

Agencia Estado,

20 de outubro de 2006 | 22h16

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõeseleições 2006

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.