Direto da fonte

Cores da avenidaCarnaval em ritmo de famosos acaba tirando o foco da passarela. No bem organizado Camarote da Brahma, um batalhão de fotógrafos se concentra na entrada, esperando começar o desfile das celebridades. E passa um, passa outro, eis que chega o ator Kevin Spacey com seus seguranças. Passam Regina Duarte, Larissa Maciel, passa Letícia Birckheuer, e depois Ricardo Teixeira, o "dono" da Copa de 2014.Cores da avenida 2Segunda leva de gente. Entra Rodrigo Santoro, com José Wilker. E, sinal dos tempos, os flashes se voltam para Santoro e deixam Wilker no esquecimento. É a vida. É carnaval.Cores da avenida 3E na avenida, o que acontece? Passa a Grande Rio, única escola que, nesta crise, conseguiu ser patrocinada no carnaval carioca.Não empolga sequer o camarote da escola, onde convidados nem se levantam.Unha e carneNem o prefeito Eduardo Paes prestigiou o seu próprio camarote. Passou a maior parte do tempo no de Sergio Cabral, onde Lula, de chapéu Panamá, curtiu cercado de amigos, como Fernando Haddad e Edson Santos.Olho no olhoNo camarote Nova Schin, os convidados contaram com uma superestrutura, com direito a salão de beleza e shows ao vivo no intervalo das escolas. Paula Lavigne e Fernanda Torres viram tudo juntas. Paloma Duarte e Oswaldo Montenegro assistiram... em clima de lua de mel. vive le sambáUm executivo francês, Alexis de Vaulx, conseguiu um feito raro na avenida: ter seu nome mencionado pelo puxador de samba da Grande Rio, Wantuir - privilégio só concedido a presidentes de escola. Mereceu. Conseguiu R$ 8 milhões em patrocínios para a escola, da Renault e outras empresas francesas.Esperando LulaChamou a atenção o abraço de Eduardo Paes em Jandira Feghali, sua secretária da Cultura. Que lhe pediu para ser avisada, se Lula descesse do camarote...Chez homeNovo point descolado do verão carioca, o espaço Vivo Summer House, comandado por Luiz Tepedino - uma casa em plena Vieira Souto -, reuniu sábado, em festa pré-carnavalesca de Lenny Niemeyer, desde o marroquino Hassan Kadiri e Aline Moraes até uma turma bem animada da equipe da Vogue portuguesa.Mas foi a designer americana Patricia Cox que arrasou com sua versão Carnaval-Manhattan. Impressionou.No Copa, Samba em tom menorPoucas celebridades deram o ar da graça no tradicional Baile do Copa desse ano, no sábado. A expectativa da presença dos bombados Sylvester Stalonne e Jean-Claude Van Damme não se confirmou, assim como a de Gérard Depardieu, que preferiu guardar energias. Nem mesmo Luiza Brunet e Grazi Massafera, estrelas do ano passado, apareceram. Assim, os destaques da noite ficaram para a ex-miss, ex-Aécio e atual rainha do baile, Natália Guimarães, e a sua sucessora como Miss Brasil, Natália Anderle. Além de Roberta Close, que veio da Suíça para curtir a noite do hotel. Do lado de fora, uma incansável multidão permaneceu até 4 da manhã, junto às laterais do tapete vermelho, prestando um serviço aos convidados: vaiando quem tentava furar fila. Gisele Bündchen avisou antes que não iria, mas chegou a enviar uma lista com os nomes das irmãs e do namorado, que a acompanham no Rio. Nenhum deles apareceu. Intervalo quenteNos intervalos do desfile, o Camarote da Schin, no Rio, ofereceu shows de Angelo B, Roberta Sá e a Banda Os Impossíveis, dos atores Marcelo Serrado e Marcel Novaes. Garagem localEm pleno sábado de carnaval, no circuito Barra-Ondina, em Salvador, eis que o trio de Ivete Sangalo encrenca. Onde? Bem em frente ao camarote de Daniela Mercury. E foi por lá que Ivete fez um "pocket-show" para os convidados de Daniela, enquanto se dava um jeito no trio.Gringo no sambaO novo baiano do pedaço é Michael Roberts, o editor inglês que fotografa de tudo para seu livro sobre o Brasil. Tanto que saiu antes do almoço oferecido por Nizan Guanaes, domingo. Para ver a saída dos Filhos de Gandhy.Sonho meuO governador Jaques Wagner ainda tem esperança de que Dilma Rousseff dê uma passada em Salvador amanhã. Só se não der praia no Recife.Estranho no ninhoOlhando tudo à volta, no camarote de Daniela Mercury, no primeiro dia, uma figura discreta: o vice-primeiro-ministro líbio Imbarek Ashamik.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.