Direto da fonte

Com tudo

Sonia Racy, O Estado de S.Paulo

01 Novembro 2010 | 00h00

E o Brasil ganhou sua primeira mulher presidente, que assume com o conforto de ter um Congresso a seu favor. Na Câmara, Dilma poderá contar com mais de 350 dos 513 parlamentares. No Senado, a coligação controlará a maioria. Na prática, a escolhida de Lula, ironicamente, desfrutará o que Lula - ou qualquer outro antecessor -, não teve: o apoio do Congresso, com poder para aprovar até mudanças na Constituição.

Desafio maior? O de suceder o presidente mais popular da história política

Brasileira.

Deferência

Lula marcou para as 9h sua votação em São Bernardo, ontem. Atrasou-se em meia hora para conversar com Luiz Marinho que foi até seu apê.

O prefeito é aposta política de futuro, na visão do presidente.

Xô, pijama

Entre CQC e Pânico, Lula preferiu... a bela Sabrina Sato. Prometeu à apresentadora que iria trabalhar com ela assim que deixasse o cargo.

Do Pânico, Lula ganhou passaporte do Corinthians. Do CQC, pantufa do Timão e pijama, repassados imediatamente a Marisa Letícia, sinalizando não ter gostado dos itens.

Serviço

Do que Lula sentirá mais falta? O presidente relembrou a época em que deixou a presidência do sindicato e, simultaneamente, perdeu as eleições. "Não tinha mais ninguém para pedir as coisas e ninguém para xingar a não ser a Marisa."

E remendou: "Ela volta a ter mais poder do que eu. O que vivo agora é anormal".

Na terrinha

Das 22 horas que Dilma passou em Porto Alegre, só uma foi de atividade pública. Ficou entre papo com o ex-marido, visita ao neto e conversa com apoiadores. Todos a sete chaves.

E na hora de votar, surpresa: não foi incomodada ou parabenizada. Praticou o ato cívico com tranquilidade.

Dia D

Tanto Serra quanto Indio da Costa tiraram uma soneca, ontem, após o almoço oferecido por Goldman no Palácio dos Bandeirantes. Depois, tucanos e aliados fizeram da casa de Andrea Matarazzo, o seu próprio ninho...

Mão amiga

Marta entregou sua prestação de contas ao Tribunal Regional Eleitoral. Surpresa: a senadora eleita doou R$ 2,5 milhões dos seus recursos arrecadados para a campanha de candidatos do PT.

Vão, não

Marina Silva vai se dedicar, nos últimos dois meses de mandato, para que a reforma do Código Florestal seja brecada. "O Aldo Rebelo e turma estão espalhando que colocarão em votação a reforma assim que acabarem as eleições. Ela vai desmontar essa bomba-relógio", assegura Mario Mantovani, do SOS Mata Atlântica.

Noves fora, nenhum

Plínio de Arruda Sampaio declarou ontem ter anulado seu voto, apesar do seu neto, de seis anos, ter pedido para votar em Serra.

E errou a direção na hora de votar no Santa Cruz. Pegou a esquerda. De propósito?

Melhor, não

Esta coluna informou a alto executivo de instituto de pesquisa, sua estranheza por jamais ter sido contatada ou conhecer alguém que foi. "Sabe qual a chance disso acontecer na sua vida? A mesma de você ser atropelada."

Nossa.

Estranha, a vida

O brasileiro precisa do título de eleitor para se inscrever no Exército, para tirar passaporte. Mas ele não é necessário para ... Votar.

Na frente

A cúpula tucana foi votar ontem tendo ainda um fio de esperança. A pesquisa tracking do partido apontava, sábado à noite, diferença de quatro pontos para Dilma.

Conhecido publicitário cometeu duas infrações de trânsito antes de votar no Colégio Santo Américo. Parou seu carro em fila dupla e sobre a faixa de pedestre.

Monica Serra escapou dos holofotes para...votar. A mulher do candidato quis ir embora em carro diferente do marido depois de cumprir seu dever cívico. "É bom porque com Serra aqui, todo mundo fica em cima dele e esquecem de mim", afirmou.

Kassab madrugou. Foi um dos primeiros a votar no Santa Cruz. E retornou mais tarde para acompanhar Serra.

Alexandre Padilha e Marcelo Déda, em dueto, cantarolaram músicas de Vandré no final do debate da TV Globo.

E Serra venceu...na China. Dos 287 votos, conseguiu 81%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.