Diretor da escola de samba Viradouro é morto em Niterói

De acordo com a polícia, 25 tiros atingiram o carro do carnavalesco, um Cherokee, no bairro Maria Paula

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

06 Outubro 2008 | 11h33

O diretor administrativo da Escola de Samba Unidos de Viradouro, Paulo Roberto Paiva, conhecido como Paulinho Bambambam, de 35 anos, foi assassinado por volta das 12 horas deste domingo, 5, em Niterói, no Rio.   Segundo primeiras informações da polícia, ele foi atingido quando estava dentro de uma Cherokee, na rua D, no bairro Maria Paula. De acordo com a polícia, 25 tiros atingiram o carro do carnavalesco. Ainda não há informações sobre quantos desses tiros atingiram Paulo nem sequer sobre o atirador.   O corpo, segundo informações da Viradouro, será cremado no Cemitério Parque da Colina, na capela 1, em Niterói, às 16 horas desta segunda-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.