Diretor da Império de Casa Verde agride fotógrafo

O fotógrafo Ricardo Arruda, funcionário da agência de publicidade RAF, cuja sede fica em Natal(RN), foi retirado a socos da pista de desfile do sambódromo do Anhembi durante o desfile da escola Império de Casa Verde. A agressão ocorreu por volta das 4 horas da madrugada deste sábado de carnaval. Segundo o fotógrafo agredido e testemunhas, o autor de um "direto" no supercílio direito do profissional seria um diretor da escola, ainda não identificado, que se irritou com a presença de Ricardo. De acordo com a vítima, o diretor alegou que ele, o fotógrafo, estava atrapalhando a evolução da escola. A turma do "deixa-disso" se aglomerou e seguranças do sambódromo também acabaram se envolvendo no tumulto. Ricardo foi medicado no próprio sambódromo e prestou depoimento na Delegacia de Atendimento ao Turista (Deatur) ao delegado Roberto Krasovic. O presidente da SPTur, antiga Anhembi Turismo e Eventos, Caio Luiz de Carvalho, disse que "esse tipo de coisa é inadmissível" e criticou a atitude do diretor da escola.

Agencia Estado,

25 Fevereiro 2006 | 06h20

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2006

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.