Diretor de escola de samba morre em briga na zona Norte

O diretor de Relações Públicas da Escola de Samba Unidos da Vila Maria, Eriverto Sabino França, de 40 anos, foi assassinado, por volta das 16h deste domingo, durante uma briga, no entroncamento formado pelas Rua Kobe e Estevam Mélio, na Vila Maria, zona Norte da capital paulista.Armado com dois revólveres, Eriverto foi até a casa de um homem identificado como Leandro, que seria um amigo do rapaz responsável pelo roubodo aparelho celular da filha do diretor da escola. O roubo teria ocorrido há uma semana. Eriverto pensou que, armado, conseguiriaintimidar Leandro e recuperar o celular. Para isso, forçou Leandro a entrar em seu carro e juntos iriam até a casa do rapaz responsável pelo roubo. Teve início uma luta corporal em frente à residência.O pai e o irmão de Leandro, ao verem a cena, foram até a rua para separar a briga, mas Leandro já havia tomado uma das armas de Eriverto e, em seguida, atirou cinco vezes contra o diretor da escola de samba. Quatro tiros atingiram Eriverto, outro disparo acertou o próprio irmão do agressor. Os dois feridos foram levados para o Pronto-Socorro do Hospital Municipal Vereador José Storopolli, no mesmo bairro, onde Eriverto morreu.O irmão do assassino já foi medicado e liberado. O caso foi registrado no 19º Distrito Policial, de Vila Maria. Leandro está foragido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.