Diretor de presídio é demitido por denúncia de tortura

O secretário de Justiça e Direitos Humanos da Bahia, Heraldo Rocha, demitiu o diretor do Presídio Regional de Teixeira de Freitas, no sul da Bahia, Athos Batista Coelho, devido às denúncias de tortura a presos constatadas na semana passada por membros da Comissão de Combate à Tortura do Ministério da Justiça. O vice-diretor do presídio, conhecido como "coronel Osvaldo", também foi afastado do posto.Em duas visitas realizadas no local pelos membros da comissão, entre os quais o deputado federal Nilmário Miranda (PT-MG), descobriu-se que 31 presos haviam sido torturados recentemente com choques elétricos e espancamentos. Duas palmatórias e 9 biribas - instrumentos utilizados para práticas de tortura - foram localizadas no interior do presídio pela comissão.Uma sindicância foi aberta pela Secretaria de Justiça para apurar o fato e o secretário Rocha garantiu punir com rigor os responsáveis. "O Estado não manterá criminosos em seus quadros", disse, garantindo que seguirá as recomendações feitas pela Comissão de Combate à Tortura para preservar a integridade dos presos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.