Polícia Civil
Polícia Civil

Diretor do Detran-MG que acumulou 120 pontos na CNH é exonerado

César Augusto Monteiro Alves Júnior teve o documento apreendido em janeiro após contabilizar 26 infrações de trânsito; Polícia Civil de Minas Gerais não informa motivos para a demissão

Paulo Roberto Netto, O Estado de S.Paulo

08 Maio 2018 | 14h14

SÃO PAULO - O diretor do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) que acumulou 120 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) foi exonerado do cargo nesta terça-feira, 8. César Augusto Monteiro Alves Júnior teve o documento apreendido em janeiro.

A Polícia Civil de Minas Gerais e o Detran-MG não informaram os motivos para a saída do diretor. Em nota, afirmaram apenas que realocações feitas no quadro de funcionários são pautadas em avaliações técnico-administrativas.

Em janeiro, Alves Júnior teve a CNH apreendida após acumular 120 pontos relativas a 26 infrações de trânsito, quase todas a bordo de sua caminhonete Dodge Journey e, a maioria, por excesso de velocidade. À época, o então diretor decidiu abrir um processo administrativo contra ele mesmo para apurar as multas. A CNH do ex-diretor do Detran-MG já havia sido suspensa por 60 dias após atingir 50 pontos.

+ Com 120 pontos na CNH, diretor do Detran-MG fica proibido de dirigir

A reportagem não conseguiu contato com o ex-diretor. O espaço está aberto para manifestações.

+ Confira mitos e verdades sobre CNH e multas de trânsito

Paulista de Guarantinguetá, Alves Júnior é formado em Direito pelas Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) na capital paulista e ingressou na Polícia Civil de Minas em 1992 como delegado. Em dezembro de 2017, foi nomeado ao cargo de diretor do Detran.

O delegado Alexandre Amaro da Mata assumirá o cargo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.