Diretor negocia possível transferência de presos de Casa Branca

Os detentos da penitenciária de Casa Branca, na região de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, continuam rebelados e mantendo cinco agentes penitenciários como reféns, segundo a Secretaria de Segurança Pública. Uma advogada e o diretor do presídio, Júlio Procópio Filho, negociam com os rebelados a liberação dos reféns e uma possível transferência de presos. Um funcionário ficou ferido na mão ao tentar fechar um portão por volta das 7 horas, quando houve uma tentativa de fuga. Ele já foi medicado e passa bem.De acordo com a secretaria, não há tumulto dentro do presídio. A penitenciária tem capacidade para 852 detentos, mas atualmente abriga 1.395.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.