Dirigente do PMDB ataca Michel Temer

SANTA CATARINA

Luciana Nunes Leal, O Estado de S.Paulo

17 de junho de 2010 | 00h00

O presidente do PMDB catarinense, Eduardo Moreira, reage à ameaça do comando nacional do partido de intervenção, para suspender a aliança com o DEM no Estado. "Intervir numa decisão pessoal minha de abrir mão da candidatura ao governo é piada", diz. Segundo Moreira, ainda não há decisão sobre apoiar José Serra na eleição presidencial. "Poderíamos ficar neutros, mas se Michel Temer continuar com essa frescura vamos partir para a oposição", avisa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.