Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Discussão entre PMs termina em morte no DF

Por um desentendimento no trabalho, o soldado da Polícia Militar do Distrito Federal Maurício José Pereira, de 36 anos, assassinou com seis tiros o tenente Amarildo Valério de Oliveira, de 37. Os dois estavam de serviço na Penitenciária da Papuda quando ocorreu o incidente, por volta das 17 horas. O Comando da PM tinha poucas informações sobre o caso, mas os primeiros depoimentos de militares revelaram que as desavenças entre os dois ocorreram pela manhã.O soldado Maurício ficou preso no próprio quartel da Papuda, tendo sido ouvido no início da noite pela Corregedoria da PM, enquanto o oficial ainda chegou a ser socorrido, mas morreu durante uma cirurgia de emergência no Hospital Brasília, no Lago Sul. Os desentendimentos entre o tenente Valério, que tinha 15 anos de carreira militar e o soldado Maurício, com 12 anos de tempo de serviço, começaram por volta do meio-dia. O oficial teria repreendido o soldado por causa do descumprimento de uma normal interna do presídio. Pouco depois, Maurício entrou na sala de seu superior e descarregou o revólver calibre 38 em Valério.

Agencia Estado,

05 de agosto de 2003 | 19h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.