Discussão entre sargentos da PM acaba em morte no Rio

A assessoria de imprensa da Polícia Militar não informou qual foi o motivo da discussão

Clarissa Thomé - O Estado de S. Paulo

21 de julho de 2010 | 19h47

RIO - Uma discussão entre dois sargentos, dentro do 4.º Batalhão da Polícia Militar (São Cristóvão, na zona norte), terminou na morte de um deles, na tarde desta quarta-feira, 21. Os policiais iniciaram uma briga na tesouraria do quartel e chegaram a se agredir. O PM Alexandre da Cunha Araújo, de 39 anos, atirou em Isaías Alves Santana, de 45. Em seguida, abordou um motorista que passava em frente ao batalhão e fugiu no carro dele.

 

De acordo com a assessoria de Imprensa da Polícia Militar, Araújo seguia para a Corregedoria Geral Unificada, no centro do Rio, onde pretendia se entregar. Mas foi detido na portaria do prédio, Avenida Presidente Vargas, por oficiais do 4.º BPM.

 

Araújo foi levado para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), onde passou por exames psiquiátricos. Ele prestaria depoimento ainda ontem à noite à Delegacia de Homicídios da Polícia Civil. Ferido, o sargento Santana chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho no HCPM. A assessoria de imprensa da PM não informou qual foi o motivo da discussão.

Tudo o que sabemos sobre:
Políciasargentosdiscussão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.