Discussão sobre aeroporto causa bate-boca entre senadores

Internacionalização do Aeroporto de Ribeirão Preto é foco de investigação da CPI, que ouve diretora da Anac

Renata Veríssimo, do Estadão,

16 de agosto de 2007 | 15h01

A internacionalização do Aeroporto de Ribeirão Preto acirrou um debate na CPI do Apagão Aéreo do Senado entre a senadora Ideli Salvatti (PT-SC) e o senador Sérgio Guerra (PSDB-PE). A senadora disse que é no mínimo "esdrúxulo" o processo de internacionalização de um aeroporto estadual e que não há nenhum outro caso similar no País. Ideli defendeu que a CPI proponha a anulação do processo de internacionalização, que segundo a diretora da Agência Nacional da Aviação Civil (Anac), Denise Abreu, que depõe à CPI nesta quinta-feira, 16, foi assinado no dia 30 de dezembro de 2002, no penúltimo dia do governo Fernando Henrique Cardoso. O senador tucano Sergio Guerra reagiu: "que conversa, quer levar esse negócio para o PSDB agora?", questionou. O relator da CPI, Demóstenes Torres (DEM-GO) interveio e pediu que o assunto não fosse politizado, já que a internacionalização do aeroporto ocorreu na gestão FHC, mas foi mantida pelo governo Lula. Demóstenes, no entanto, afirmou que a situação é "gravíssima", com base nas informações recebidas pelo ex-presidente da Infraero, brigadeiro José Carlos Pereira, de que o aeroporto nunca recebeu um vôo de passageiros internacional e não tem capacidade para receber cargas alfandegárias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.