Disparo acidental mata menino no Rio Grande do Sul

O disparo acidental de um revólver calibre 38 que estava sendo manuseado por crianças matou um menino de 11 anos, em Santa Rosa, no domingo, 18. A tragédia comoveu a pequena comunidade de Bela União, no interior do município do noroeste do Rio Grande do Sul, e forçou a polícia a abrir um inquérito para investigar a origem da arma e se houve negligência dos pais que estavam ausentes e não sabiam da periculosidade da brincadeira que os filhos faziam.O revólver foi encontrado por dois adolescentes, de 13 e 16 anos, durante a limpeza de um depósito de produtos agrícolas. Logo depois, eles entraram na casa onde a vítima estava vendo um programa de televisão. Os três passaram a manusear a arma sem saber que ela estava carregada, até que o disparo de um tiro acertou a cabeça do menor. Assustados, os outros dois foram chamar a mãe e o padrasto do garoto, que estavam na casa de um vizinho. O padrasto, João Fagundes da Silva, disse à polícia que não sabia que havia um revólver no galpão. Também informou que nunca teve arma de fogo. O corpo do menino foi sepultado nesta segunda-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.