Divulgação
Divulgação

Disque-Denúncia vai pagar por pista de assassinos de Tim Lopes

Os traficantes Ângelo Ferreira da Silva, o Primo, e Elizeu Ferreira de Souza, o Zeu, estão foragidos; Serão pagos R$ 2 mil por informações que ajudem na investigação

Julia Baptista, do estadão.com.br

25 de maio de 2010 | 20h09

SÃO PAULO - O Disque-Denúncia está oferecendo uma recompensa de R$ 2 mil por informações que ajudem a polícia a localizar e prender os traficantes foragidos Ângelo Ferreira da Silva, o Primo, e Elizeu Ferreira de Souza, o Zeu, assassinos do jornalista Tim Lopes. O valor a ser pago é por cada um dos criminosos.

 

Ângelo Ferreira da Silva, um dos assassinos do jornalista Tim Lopes, cumpria pena em regime semiaberto e está foragido há quase quatro meses do presídio Vicente Piragibe, em Bangu, na Zona Oeste do Rio. O criminoso conseguiu a progressão do regime após cumprir um sexto da pena e supostamente teria saído para trabalhar, porém, não voltou mais.

 

Elizeu Ferreira de Souza, também condenado pela morte do jornalista, recebeu o mesmo benefício que Silva em 2007 e está foragido. Zeu, como é conhecido, foi o responsável por queimar o corpo de Tim Lopes.

 

Tim Lopes foi capturado por traficantes da Vila Cruzeiro no dia 2 de junho de 2002, quando produzia uma série de reportagens sobre tráfico de drogas e sexo em bailes funk da comunidade. O jornalista foi torturado e executado e em seguida teve o corpo queimado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.