Distância regulamentar

O incansável Michel Temer fez a sua parte: passou o 14 de Julho em Paris e na quinta-feira já estava em Genebra, mergulhado em estudos sobre a transparência do Legislativo no século 21. Pronto pra outra, só não volta hoje mesmo ao Brasil para reassumir a presidência da Câmara dos Deputados porque, desgraçadamente, começou ontem o recesso parlamentar. Quem não esticaria a viagem, né? Melhor assim! De correligionário por perto para inocentar José Sarney, francamente, já bastam os senadores Paulo Duque, Wellington Salgado e Almeida Lima - uma espécie de Os Três Patetas do Conselho de Ética. Pior que todas as acusações que recaem sobre o presidente do Senado, tem sido mais penoso para ele resistir aos pronunciamentos em sua defesa. Não à toa, a ausência do amigo Temer foi providencial. O ideal seria que o Lula também tivesse passado a semana fora do País, mas não se pode querer tudo. Por ora, o silêncio do recesso vai ser bom pra todo mundo. Dê férias à sua indignação! ASSOMBRAÇÃO POP Madonna teve um pesadelo horrível. Sonhou que Michael Jackson voltou para puxar seu pé. Acordou com a notícia do desabamento do palco do show que faria neste fim de semana em Marselha, na França. Enquanto não enterrarem o cantor, o mundo pop viverá assim, mal-assombrado. BOM DE URNA Lula saiu na frente de novo. Liderava ontem uma pesquisa de intenção de voto de censura no Congresso. Pastora Carol Caroline Celico, a jovem mulher do craque Kaká, vai abrir uma igreja evangélica em Madri. O que vai ter de espanhol querendo se exorcizar com ela... O inferno vai ficar vazio lá praquelas bandas! Rodízio do craque Pela lógica do Fenômeno, depois de fazer dois gols de cabeça na última partida, Ronaldo não vai jogar nada na próxima vez que atuar pelo Corinthians. Só, então, fará um gol de letra para depois voltar a tropeçar nas próprias pernas e, mais adiante, acertar uma bicicleta indefensável... Mata-mata O Palmeiras parece ter achado uma nova maneira de lidar com técnicos de futebol. Enquanto o time estiver ganhando, Jorginho fica. Perdeu, cai fora! São tantas emoções O ex-jogador Bebeto, campeão do mundo em 1994, está concluindo no Rio um curso de formação de treinadores de futebol. O mais difícil será mudar a forma como sempre extravasou emoção dentro de campo: técnico não chora, né?! Melhor que pizzaiolo Mano Menezes chamou Emerson Leão de "lavadeira", ofensa que, a julgar pela reação tranquila do técnico do Sport, não chega a ser tão grave no mundo do futebol quanto xingar alguém de "pizzaiolo" no meio político. Quebra de braço Entreouvido ontem à noite num boteco do Largo do Arouche: "De tanto condenar a galera que desmunheca, o papa fraturou o pulso!"

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.