DNA comprova que suicida estuprou

Criminoso sequestrou avião em GO dois dias após ter prisão pedida

Rubens Santos, GOIÂNIA, O Estadao de S.Paulo

27 de março de 2009 | 00h00

Um exame de DNA confirmou ontem que Kleber Barbosa da Silva estuprou uma menina de 13 anos uma semana antes de lançar um avião contra o estacionamento do Shopping Flamboyant, no dia 12, em Goiânia. Silva e a filha, Penélope, de 5 anos, morreram na queda, e 23 carros foram danificados."O resultado confirmou nossas investigações, os depoimentos e o reconhecimento dele (Silva) pela vítima dois dias antes da outra tragédia", disse a delegada Ana Elisa Gomes Martins, da Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente (DPCA), de Aparecida de Goiânia.O ataque ao shopping ocorreu dois dias após a DPCA pedir à Justiça a prisão temporária de Silva. "Ela (a menina) o reconheceu por fotos, pelo modelo e a cor do carro, além de ter anotado o número da placa do veículo", disse a delegada.O Instituto de Criminalística informou que a comparação entre os perfis genéticos do esperma encontrado na cavidade vaginal da menina e o sangue do piloto suicida deu positivo. Com a morte de Silva, a delegada Ana Elisa pretende encerrar o inquérito. "Vou sugerir o arquivamento do processo." Com a confirmação do estupro, o delegado Manoel Borges de Oliveira, que investiga o ataque ao shopping e ontem ouviu os pilotos dos caças que monitoraram o voo de Silva, concluiu: "Ao lançar o avião sobre o shopping, ele quis um fim apoteótico para chamar atenção".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.