Do suco à salada, sabores bem brasileiros em todas as receitas

Frutas nacionais e temperos fortes se mesclam na criação de pratos e drinques

O Estadao de S.Paulo

22 de dezembro de 2007 | 00h00

Ingredientes orgânicos, frutas brasileiras e temperos picantes prometem dar o sabor do verão na gastronomia paulistana. Clássicos da cozinha também recuperam o glamour. "Pratos serão servidos como há 15 anos , especialmente camarões", revela Hamilton Mellão Júnior, chef consultor do Floriano e dono do Sallvattore. Peixes grelhados, saladas, sushis e ceviches também estão entre as apostas. No mix de folhas do Bistrô Vintage, a chef Karyna Muniz vai misturar melão e queijo brie. O buquê de folhas chegará à mesa com manga e camarão rosa. No Restaurante Paris 6, o chef Ricardo di Campos vai investir em super saladas que valem por uma refeição completa. Como a Niçoise com steak tartar de thon e uma grande salada com coração de alcachofra e queijo de cabra quente.O chef Julio Bernardo, do Sinhá, também acredita nas saladas como prato completo, mesclando ingredientes brasileiros e carboidratos. "Colocamos no cardápio a salada de penne com pesto de coentro e castanha de caju e a salada pronta com manga, batata, cenoura e agrião. E acho que o coentro é o hit deste verão."Já o chef Edmilson Lima, do Giallo, aposta muito no gengibre, que aparece em drinques e pratos principais. Thiago Miguel, do bufê Essen Gastronomia, também aposta no gengibre, que está na sua sopa fria de abóbora, além de acreditar na força dos ingredientes brasileiros. "Estão em alta produtos como a pupunha, o queijo coalho, a castanha do Pará e peixes como dourado, bonito, pirarucu. Entre as frutas, as que vem do Norte vão fazer sucesso, como cajá, bacuri e Muricy."Na opinião de Francisco Albano, do Pateo da Luz, quem vai aparecer é a hortelã. "Estará em saladas, pratos quentes, sobremesas e bebidas." Para a chef de cozinha Carole Crema, do Montana Grill, esta é a época de abusar dos grelhados. E, para acompanhá-los, sugere frutas, como pêssegos, ameixas e manga. "A manga grelhada fica muito saborosa. E lichias ficam excelentes em saladas."Sucos também ganham versões exóticas e refrescantes. No Suruí, a chef e proprietária, Yone Yamassaki, terá no cardápio suco de capim santo com limão e de melancia com gengibre. O Kanji apresenta o Frozen Saquê - preparado com gelo triturado e a bebida oriental. A novidade fica por conta do sabor de lichia, além das opções de negresco, paçoca, kiwi, carambola e jabuticaba.Para quem gosta de comida japonesa, as sugestões da chef Vanessa Cassarotti, do Hi Sushi, são os sushis tartare e ceviche. "Também não podem deixar de experimentar a salada Summer, um mix de folhas verdes com cuscuz de quinua real e saint peter grelhado com crocante de alho-porró", avisa. "A quinua peruana veio mesmo para ficar e vai ser explorada em diversas receitas", acredita Monika Galloni, do In Città.De inspiração mediterrânea, o Azait vai manter no cardápio seu Gaspacho de Baena, servido com uma bola de sorvete de manjericão. Sorvetes esquisitos, afinal, são a cara do verão. No La Malaghetta é possível experimentar sabores como pimenta, rapadura e queijo-de-minas. No Chef Rouge, a chef Renata Braune elaborou o sorvete de queijo de cabra com manjericão. O Noyoi apresenta versões de gengibre e wasabi. Já no Picchi é possível encontrar sabores como chocolate com casca de laranja, goiabada cascão e manjericão com limão.Agora... nada promete fazer mais auê nas praias do que o esperado picolé de Guaraná Antarctica, resultado de uma parceria inédita entre a Unilever e a AmBev. O preço? R$ 1,70.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.