Dobra número de desalojados em PE

Em menos de um dia, total de pessoas que deixaram suas casas passou de 24.552 para 53.518

estadão.com.br

24 de junho de 2010 | 15h04

Vista de Palmares, devastada pelas águas em PE. Foto: Antônio Cruz/Ag. Brasil

 

SÃO PAULO - Segundo o último boletim da Defesa Civil, divulgado nesta quinta-feira, Pernambuco tem hoje 26.797 desabrigados (pessoas que perderam a casa) e 53.518 desalojados (pessoas que tiveram de abandonar suas residências). Ontem, os números eram 17.808 e 24.552, respectivamente.

 

Veja também:

linkEm PE, Lula promete R$ 500 mi para o NE

linkFome, saques e cidades fora do mapa depois das chuvas

Mortos em Alagoas e Pernambuco chegam a 46

linkPara Jobim, situação é comparável à do Haiti

mais imagens A tragédia do Nordeste, em imagens

 

Cerca de 11.400 casas foram danificadas ou destruídas, e outros 2.103 quilômetros de estrada também ficaram comprometidas, assim como 79 pontes. No total, 59 municípios foram afetados. Nove deles estão em estado de calamidade pública. Outras 30 cidades estão em situação de emergência.

 

A ajuda humanitária já entregou 225 toneladas de alimentos, além de água potável, nos municípios pernambucanos mais afetados. O Estado registra ainda 17 mortos.

 

Em Alagoas, não houve alteração no número de desabrigados (26.618), desalojados (47.897), mortos (29). Há 135 desaparecidos. Foram distribuídas 5.162 cestas básicas, mas há cerca de 25 toneladas de donativos - como alimentos, água e barracas - estocados, pois muitos municípios estão isolados e o acesso é complicado mesmo por via aérea.

 

Para ajudar na distribuição, 77 bombeiros e policiais militares da Força Nacional de segurança chegam hoje ao Estado. São 40 policiais militares e 37 bombeiros que irão ajudar no policiamento das rodovias e realizar rondas nas cidades mais devastadas do Estado. O reforço ao setor da segurança pública busca manter a ordem e evitar saques.

 

Uma equipe do Corpo de Bombeiros de São Paulo também embarca nesta quinta-feira para Alagoas. Os 25 homens irão auxiliar nos trabalhos de busca e resgate de sobreviventes nas cidades afetadas pelos temporais. Na quarta, sete homens da corporação e dois cães já haviam sido enviados para ajudar nos salvamentos.

 

 

Texto atualizado às 17h15.

 

Tudo o que sabemos sobre:
AlagoasPernambucoNordestechuvas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.