Docas do Rio discute melhorias no porto para os turistas

Na próxima semana, a direção da Companhia Docas do Rio de Janeiro se reúne com representantes da Prefeitura e do governo do estado para discutir a melhoria interna do terminal de passageiros do Porto do Rio.Faz parte da obra, segundo a Agência Brasil, a recuperação do sistema asfáltico do pátio interno - para facilitar a locomoção dos passageiros, boa parte deles da terceira idade - e da iluminação da Praça Mauá para o período do Carnaval. Também será debatido o aumento do contingent e de policiais municipais e da Polícia Militar, para evitar o assédio aos turistas que chegarão à cidade.Ontem, teve início a dragagem dos relevos acumulados ao longo do terminal de passageiros. O presidente da empresa, Antonio Carlos Soares, comparou os relevos aos buracos existentes em algumas rodovias e disse que eles surgem em conseqüência da falta de manutenção.A obra tem o objetivo de preparar a unidade para receber os 11.500 passageiros estrangeiros que chegarão em oitotransatlânticos à cidade em fevereiro, para os quatro dias de Carnaval. O principal navio é o Queen Mary II, considerado o maior transatlântico do mundo, que trará ao país 2.620 turistas.A dragagem aumentará a profundidade do cais, hoje entre seis metros e 12 metros, para oito a 12 metros, com alargamento docanal de 150 metros para 200 metros, o que permitirá a passagem simultânea de dois navios, nos sentidos chegada e de saída.Com iss o, será possível atender à demanda, a partir de 2006, de embarcações de 6 mil contêineres, ou 6 mil TUs (os chamadossuper navios), revelou Soares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.