Doença misteriosa mata 3 de uma mesma família em Mauá

Uma residência localizada na Avenida do Manacá, Jardim Primavera, em Mauá (Grande São Paulo), foi lacrada pela Vigilância Epidemiológica após três pessoas da mesma família morreram com sintomas idênticos em apenas três dias. Os enfermos começaram a apresentar sintomas semelhantes aos da gripe, como dores de cabeça e febre, que evoluíram para dores no corpo e no estômago, diarréia, vômitos, tontura, manchas no corpo e hemorragia aguda.O Departamento de Vigilância Epidemiológica da cidade lacrou o imóvel e está à espera do resultado de exames que serão feitos nas nas vísceras das vítimas pelo Instituto Adolfo Lutz. Autoridades da Saúde em Mauá não descartam hipótese alguma para as mortes; inclusive a de que as três pessoas tenham sido vítimas de hantavírus.A primeira morte, do metalúrgico Fábio Júnior da Silva Soares, que completaria 24 anos na próxima terça-feira, ocorreu na madrugada da última quinta. Segundo parentes, ele e a esposa, Raquel Oliveira, de 25 anos, começaram a passar mal no dia 11 e chegaram a procurar ajuda médica no domingo, dia 13, no Hospital Nardini, mas foram liberados. Na quinta-feira, com convulsões, o rapaz morreu na Santa Casa de Mauá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.