Dois bandidos morrem após sequestro em Minas Gerais

Grupo sequestrou família de gerente de um banco na região metropolitana de Belo Horizonte

Marcelo Portela,

14 Dezembro 2012 | 13h35

BELO HORIZONTE - Dois homens morreram em uma troca de tiros com a polícia após sequestrarem a família do gerente de uma agência bancária de Sarzedo, na região metropolitana de Belo Horizonte, na madrugada desta quinta-feira, 14. O desfecho foi resultado de uma série de erros do grupo, mas dois suspeitos conseguiram fugir. As vítimas foram liberadas sem ferimentos.

O caso teve início por volta das 3h, quando dois homens invadiram uma residência no Bairro Santa Rosa achando que era a casa do bancário. Eles se deram conta do erro e passaram para a outra residência, onde o gerente vive com a mulher e um filho. Porém, o vizinho percebeu a movimentação e alertou a polícia.

Quando os militares chegaram ao local, as vítimas já haviam sido levadas no carro da própria família. Dois suspeitos estavam com os reféns e outros dois davam cobertura em um Gol roubado. Apesar de já terem tirado as vítimas de casa, os criminosos resolveram voltar à residência para que o bancário trocasse de roupa e pudesse entrar na agência. Mas o grupo deu de cara com várias viaturas das polícias Civil e Militar que já cercavam o local e tentou fugir em alta velocidade.

Os suspeitos que estavam com a família pararam o carro e conseguiram correr para um matagal. Já os outros acusados foram cercados e, segundo a PM, desceram do Gol atirando, momento em que foram baleados pelos militares. Dois revólveres que teriam sido usados pelos suspeitos foram apreendidos. A PM montou cercos na área para tentar encontrar os outros homens, mas até a tarde desta quinta-feira eles continuavam foragidos.

Mais conteúdo sobre:
Sequestro

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.