Dois detentos são mortos por colegas durante banho de sol em MT

Dois presos do presídio de segurança máxima Mata Grande, em Rondonópolis, sul de Mato Grosso, foram mortos hoje pelos próprios colegas durante banho de sol. Segundo a Polícia Militar, Adelino Gonçalves, de 26 anos, condenado a 20 anos por latrocínio, e Marcos da Silva, 23, que cumpria pena por roubo, foram assassinados com armas artesanais na ala 3 do presídio, onde ficam 51 detentos. A direção do presídio não soube informar o motivo das mortes.O comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar, coronel Denézio Pio da Silva, informou que não houve motim ou princípio de rebelião. Por medo de retaliação, os presos que presenciaram as mortes não denunciaram os autores do crime, dificultando o trabalho da polícia. "Após os assassinatos, os presos voltaram a normalidade e o clima está tranqüilo na penitenciária", disse. O diretor da Mata Grande, Carlos Quesada, não foi localizado comentar sobre as mortes dos presos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.