Dois estão desaparecidos no norte do Estado do Rio por causa das chuvas

Carro em que vítimas viajavam foi tragado por cratera em Bom Jesus de Itabapoana

Sergio Torres, O Estado de S. Paulo

12 Dezembro 2013 | 07h47

RIO - Ao menos duas pessoas desapareceram durante a madrugada quando o carro em que viajavam, no município de Bom Jesus de Itabapoana (região norte Fluminense), foi tragado pela cratera aberta pela força da correnteza de um dos rios da área, que inundou.

Dados iniciais da Polícia Rodoviária Estadual indicam que dois carros caíram dentro da cratera e foram levados pela enxurrada. Uma pessoa teria sido resgatada com vida. A estrada é da rede viária do governo estadual e liga a sede do município a distritos rurais.

Todas as cidades do norte e noroeste fluminense estão sob a ameaça de enchentes. O rio Itabapoana, um dos mais caudalosos da área, está a 80 centímetros do nível de transbordamento, informa a Defesa Civil. Municípios como Campos, São Francisco de Itabapoana, São João da Barra, Italva e Cardoso Moreira estão em situação de alerta, já que os rios ameaçam transbordar.

Dois corpos foram localizados na noite dessa quarta na Baixada Fluminense, onde cidades como Nova Iguaçu, Queimados e Japeri estão em situação de calamidade, com cerca de 2 mil famílias desalojadas e desabrigadas.

No Rio, a prefeitura montou uma força-tarefa que começou na noite dessa quarta nos bairros mais atingidos da zona norte: Parque Columbia, Irajá, Acari, Jardim América, Guadalupe, Anchieta, Vigário Geral, Parada de Lucas, Pavuna, Manguinhos, Fazenda Botafogo, Cordovil e Complexo do Alemão. A ação, segundo a prefeitura, reúne 400 homens e cerca de 50 caminhões e máquinas (retroescavadeiras e pás mecânicas).

Logo cedo, em entrevista ao noticiário RJ-TV (Rede Globo), o secretário da Casa Civil, Pedro Paulo Carvalho, disse que os trabalhos de recuperação estão adiantados e, na tarde desta quinta, a região voltará "à normalidade".

As equipes trabalham na limpeza das ruas, redes pluviais e calhas dos rios, com desobstrução de galerias e bueiros; e no restabelecimento de pontos de iluminação que foram afetados pelas chuvas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.