Dois feridos em confronto entre camelôs e guardas no Rio

Guardas municipais e camelôs voltaram a se enfrentar nesta quarta-feira, por duas vezes, no centro do Rio de Janeiro. Os comerciantes das Ruas do Ouvidor e 7 de Setembro e de algumas lojas da Avenida Rio Branco fecharam as portas por causa do tumulto. Um ambulante foi preso. Um guarda municipal e um policial militar ficaram feridos.Por volta das 14 horas, um veículo com seis guardas municipais passava pela Rua do Ouvidor quando 15 ambulantes começaram a atirar pedras. Houve confronto. Trinta e cinco guardas municipais e policiais militares foram deslocados para reforçar a segurança no local.O PM Jorge Luiz Pinto Azevedo foi atingido no pescoço por uma caixa de madeira. Um ambulante, identificado como Gilberto de Oliveira, foi detido e levado para a 1ª Delegacia de Polícia (Praça Mauá).Pela manhã, segundo a assessoria da Guarda Municipal, um de seus integrantes, identificado apenas como Andrade, havia sido ferido na boca por uma pedra lançada por um ambulante que tivera CDs piratas apreendidos pela fiscalização. O agressor fugiu.O guarda foi levado para o Hospital Souza Aguiar, no centro, e passa bem. Ele participava de uma operação de repressão aos camelôs na esquina das Ruas da Quitanda e 7 de Setembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.