Dois filhos de prefeito piauiense assassinados no Rio

Os irmãos Márcio Ayres de Souza, de 19 anos, e José Marcelo Ayres de Souza, de 22 anos, ambos estudantes de medicina, foram assassinados hoje, em Nova Iguaçu (Baixada Fluminense), quando iam para a faculdade. Eles são filhos do prefeito da cidade de Fronteira, que fica a 400 quilômetros de Teresina, capital do Piauí. Os dois jovens estavam em um carro e foram interceptados por dois homens em uma moto, que atiraram contra eles. José Marcelo chegou a sair do veículo, mas não conseguiu fugir. A polícia investiga a hipótese do crime ter sido uma vingança.?Após os primeiros contatos com as autoridades do Piauí, fomos informados que um dos rapazes se envolveu em um crime há dois anos?, informou o delegado da 52ª Delegacia Policial (Nova Iguaçu), José Januário de Freitas. Em 2002, durante festa em uma fazenda, José Marcelo ficou exibindo uma pistola e acabou matando um jovem da família Bezerra, que seria rival dos Souza, e ferindo outra pessoa. O rapaz que sobreviveu depôs à polícia piauiense e inocentou José. Dias depois, foi assassinado. De acordo com o delegado, os irmãos vieram para o Rio e passaram a andar com seguranças, assim como o pai deles. Recentemente, haviam dispensado a proteção.Dois outros assassinatos aconteceram hoje no Rio. Em Realengo (zona norte), Jorge Daniel Almeida Ferreira, de 23 anos, foi morto com um tiro na cabeça. Em Santa Cruz (zona oeste), Luciano de Carvalho, de 25, morreu com tiros no peito. A polícia não tem pistas sobre os assassinos, mas acredita que ambos os crimes estejam relacionados com o tráfico de drogas.

Agencia Estado,

28 de abril de 2004 | 19h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.