Dois índios assassinados em emboscada em PE

Os índios da tribo Truká, Sérgio Ribeiro da Cruz, 27 anos, e Geneíldo Júnior Gonçalves Araquan, 20 anos, foram mortos ontem em uma emboscada na aldeia da Ilha de Assunção, município de Cabrobó, no sertão. Eles foram mortos com vários tiros de diversos calibres - espingarda 12, pistolas .40 e 380 e fuzil 762. A Polícia Federal abriu inquérito para apurar o duplo homicídio, que pode ter sido motivado por vingança. Sérgio Ribeiro da Cruz é suspeito da morte de dois outros índios da aldeia, João Batista e Antonio Roberto Gomes, em março último, e teve prisão preventiva decretada. A polícia também trabalha com a hipótese de rivalidade entre facções, já que a aldeia tem dois caciques - Aílson dos Santos e Joaquim Pereira da Silva. Moram na Ilha, de 174 quilômetros quadrados de área, 2,5 mil indígenas. Aílson nega a rivalidade e diz que a existência de dois caciques garante melhor a administração das terras, que ainda não estão regularizadas. Segundo ele, a situação é de tensão e muitas famílias têm deixado a aldeia com medo. Na sua avaliação, falta segurança na ilha, que sofre com o narcotráfico da região, conhecida como polígono da maconha.

Agencia Estado,

08 Junho 2003 | 17h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.